<
Perigosa Mente no Trânsito – Case
- Detran-PR

Quando o Detran-PR nos veio com o desafio de criar uma campanha para a Semana Nacional do Trânsito, nosso primeiro passo foi de descobrir e entender o que, de fato, causava a maioria das infrações e, em muitos casos, os acidentes de trânsito. Ao analisar pesquisas chegamos à conclusão que o problema era comportamental: Ao se locomover de um ponto para outro, as pessoas veem como único objetivo chegar até lá no menor espaço de tempo. O deslocamento normalmente está relacionado a compromissos. Nesse momento, o senso coletivo se esvai e o foco é em chegar onde se precisa, no tempo necessário. Nosso problema estava, portanto, em um comportamento humano e não, necessariamente, atrelado a um caráter duvidoso ou ruim: O egoísmo. Além disso, a causa era comum a acidentes e infrações de diferentes intensidades e englobava o que buscávamos, todos os agentes envolvidos no trânsito.

Chegávamos então a um paradoxo desafiador para a comunicação. Dificilmente um egoísta consegue enxergar seu egoísmo, afinal a própria característica tem como peculiaridade olhar para si, sem pensar no coletivo. Com um agravante: o pensamento do “não vai acontecer comigo” é extremamente potencializado. Como então fazer um egoísta perceber seu egoísmo, entender a nocividade desse comportamento e, mais que isso, se engajar com a nossa mensagem? Essa foi a pergunta ponto de partida da nossa estratégia criativa.

Nossa primeira premissa foi buscar também uma mensagem leve e bem-humorada, o intuito foi mostrar para as pessoas o quão perigoso pode ser esse egoísmo, sem que a mensagem fosse pesada – ou seja, sem repelir nosso público. Além disso, tratamos de retratar situações cotidianas e corriqueiras, para que as pessoas pudessem se identificar com as situações e, por fim, por meio de  hipérboles de comportamento, afinal, é do exagero que se consegue gerar a percepção, sobretudo para um público que precisa se reconhecer nas atitudes,  criamos a campanha “Perigosamente no Trânsito – É você só pensando em você”. Para promover humor, leveza e atenção, de forma icônica e marcante, a Tif optou por criar todo o material em animação.

Foi dessa estratégia que surgiram as peças premiadas no Colunistas: Jingle e trilha sonora de ouro  para nossos filmes. Um game tão educativo quanto viciante, que levou bronze em Digital e ainda uma integração de mídias em uma campanha verdadeiramente 360, que nos rendeu uma medalha de prata.

Durante a Semana Nacional do Trânsito, tivemos uma cobertura, através de mídia em televisão, de 77% do target com uma frequência de 6,3 e com isso impactamos 6.470.104 de pessoas com nossos comerciais. Além da cobertura complementar de outros meios de mídia de massa contratados, como rádio e mídia exterior, conseguimos impactar, em um curto espaço de tempo, quase 2 milhões de pessoas nas redes sociais e um custo muito abaixo do esperado, apenas R$0,03. 99,02% de todas as reações na rede social aprovaram o conteúdo publicado. No Youtube a aprovação foi de 88,3%. Além do engajamento com o conteúdo do Perigosamente no Trânsito, o interesse pelo Detran-PR cresceu organicamente, ou seja, sem investimento com foco em aumento de base dos canais proprietários do órgão. Os fãs da página do Detran-PR cresceram em 17,36% no Facebook e mais de 60% no Instagram, de maneira espontânea no período.

Filmes:

Gameplay – Perigosa Mente – O Jogo:

 

Mub

MUB

Billboard series

Outdoor – Pressa

Billboard series

Outdoor – Motoboy

Linha aprovada2

Anúncios – Bebida

Linha aprovada2

Anúncios – Pedestre

image
image
image
image
image